Estou sendo assediado, e agora o que faço? Você dedica muitas horas do seu dia ao trabalho e bons anos da sua vida  foram destinados à sua formação. Você se vê envolvido em situações que te levam crer que está sendo assediado e que toda a sua dedicação pode ser prejudicada. 

 Veja aqui perguntas frequentes sobre o assédio moral e a partir do conhecimento traga tranquilidade para a sua vida e carreira. 

 

 

 

 IDENTIFICAR         

O que é considerado assédio moral?

Toda a conduta repetitiva que visa desestabilizar o trabalhador, humilhá-lo e diferenciá-lo dos demais do grupo é considerada assédio. O que caracteriza o assédio moral é a recorrência e o efeito destrutivo no funcionário, que por estar ligado à empresa e depender da remuneração que lhe é paga se submete aos maus tratos.

Quais as formas de assédio moral?

Existem diferentes formas de assédio, classificadas de acordo com a relação entre o assediado e o assediador. Descendente, de chefe para empregado. Ascendente, de subordinado para a chefia. Assédio vertical, entre membros de mesma hierarquia. E corporativo quando a empresa tem o assédio como cultura organizacional.

Brigas no trabalho são assédio?

Qualquer relação humana é marcada por conflitos. O longo expediente de serviço não poderia ser diferente. Passamos muitas horas do dia na empresa para idealizar utopicamente que a divergência de opiniões não existiria. A diferença é que o conflito de ideias é normal enquanto o confronto visa destruir o próximo.

Assédio moral ou sexual?

Por definição todo o assédio sexual é uma forma de assédio moral. Para fins de caracterizar um e outro, chama-se assédio moral as ofensas, exclusões e pressões no ambiente de trabalho e de assédio sexual atos marcados por investidas sexuais, propostas indecentes, brincadeiras sexualizadas, seja no trabalho ou em outro local.

Como o agressor costuma agir?

Existem diferentes meios de o agressor se comportar, os mais diretos são gritos, ofensas e ameaças. Porém há maneiras veladas de assediar alguém, como excluí-lo da equipe, diminuir o valor dos seus resultados, sobrecarrega-lo de serviços ou dar funções abaixo ou acima da sua especialização, tendo o nítido propósito de humilhar.

Quais as consequências à saúde?

Cada indivíduo costuma reagir de modo diferente dependendo do histórico médico  e das suas próprias fragilidades. Os efeitos mais comuns do assédio moral são: falta de motivação, estresse em excesso, insônia, apatia, perda de libido, distúrbios alimentares, dores musculares, gastrites, entre outros. O dano psicológico gera sintomas físicos.

 

 ENFRENTAR           

Qual é a responsabilidade da empresa?

A Lei entende que as organizações são responsáveis pela saúde do funcionário, contemplando danos físicos e psicológicos, e em criar ambientes saudáveis. Mesmo sendo um funcionário, chefia ou não, a praticar o ato criminoso de assediar, a empresa é responsabilizada pelo que é causado aos seus colaboradores no execício da função.

Como abordar o problema?

O ideal para os envolvidos é que o assédio seja abordado preventivamente. Procurar na fase de seleção diferenciais comportamentais de gestão e de administração de conflitos. Deixar sempre clara a política da empresa em casos de assédio moral e sexual, informando repetidamente sobre o tema e fornecendo treinamentos.

Como administrar o problema?

Identificada a conduta assediadora, o trabalhador deve primeiro buscar a informação da existência de meios internos de lidar com a questão, se é possível ainda dialogar com o assediador e se existem caminhos possíveis no RH da empresa ou SIPAT. Caso não exista esta possibilidade, o sindicato e a justiça devem intervir. 

Provar o assédio é possível?

Testemunhas que podem provar as humilhações no trabalho são difíceis de se obter, já que colegas de setor temem represálias internas e demissão, mas é possível registrar o assédio utilizando emails, gravações de áudio, e os próprios registros de trabalho quando este é utilizado de modo a causar humilhações .

O que faço para ajudar?

O crescimento do acesso às mídias sociais e à informação, de forma geral, trouxe a chance de podermos enfrentar este mal social como deve ser tratado, socialmente. Sem o debate sobre isto que aflige boa parte das pessoas não seríamos capazes de avançarmos. Participe com sua opinião e ajude a divulgar este projeto.